Bolinha tailandesa, técnicas para conseguir mais orgasmos

Facebook
Telegram
WhatsApp
Reddit

A bolinha tailandesa nasceu há mais de três mil anos, na Índia, foi aperfeiçoada em países como Tailândia e Japão, são várias bolinhas unidas por um fio, existem diversos tamanhos e materiais, tais como, vidro, látex, plástico e metal. A bolinha tailandesa ainda é um objeto de prazer bastante subestimado como brinquedos sexuais do mercado ela pode oferecer um conjunto diversificado de benefícios, capaz de agradar até as exigentes e pode até beneficiar a sua saúde.
Usá-las todos os dias, por 15 minutos, pode ajudar a fortalecer os músculos do assoalho pélvico. Parece pouco, mas esse fortalecimento é capaz de aumentar a duração e o prazer do orgasmo feminino e até mesmo alterar a forma como ele ocorre.


Como usar a bolinha tailandesa

As bolas podem ser inseridas a qualquer momento. Depois que as mulheres fazem a inserção, são capazes de ir caminhar, correr, nadar, malhar, fazer sexo ou qualquer outra coisa. Geralmente, é necessário começar com modelos menores e mais leves, que são mais fáceis de segurar.

Quando seus músculos vaginais começam a se fortalecer, você será capaz de usar bolas maiores e mais pesadas. Elas parecem produzir um prazer mais sexual, devido à vibração e ao atrito, podendo levar ao orgasmo muito rapidamente.
Inserir as bolas é um processo relativamente simples, mas pode variar dependendo do tipo que você está usando. A ideia básica é sempre a mesma, mas é preciso ter cuidado para não se machucar.
Use lubrificação para ajudar as bolinhas a deslizarem. Deite-se e insira o objeto quando sentir que está completamente relaxada. Segure as bolas dentro da vagina, enrijecendo os músculos das pernas. Viu como é fácil?
Antes e depois de cada uso, é importante lavá-las bem com água morna e sabão neutro. Não se esqueça de higienizar também as conexões. Procure ficar pouco tempo com elas no início, aumentando os períodos aos poucos.
Para estimular a excitação, basta sentar e balançar para trás e para a frente, com as pernas pressionadas e juntas. Use a corda de segurança para puxá-las para fora e para dentro. Isso dará à vagina um bom treino.

1 comentário em “Bolinha tailandesa, técnicas para conseguir mais orgasmos”

  1. Com frequência afirmo com a experiência de quem entende, que o sêmen possua qualidades químicas que sejam propícias à diminuição da ansiedade pré síndrome TPM e em diversos casos à derrubada, quase que total, da depressão feminina. Leio que haja experiências científicas a esse respeito (ver google) e assim que as afirmações, baseadas na minha experiência no assunto, não sejam meras suposições pessoais. Então, estou certo ao afirmar, com a certeza da prática: sexo oral diário, vaginal com frequência semi-diária, e anal sem dor pelo menos três vezes na semana, sendo este o mais indicado dos três, haja vista a não permanência do sêmen em termos de procriação, como alguém já disse: “é a camisinha natural” e o efeito rápido de poucas ejaculações de suas gotas no reto para fazer efeito imediato, desde que aplicado sem dor e com o prazer afetivo das carícias multiplicadas pela certeza da intimidade física, o que é não só medicinal como de efeito quase imediato; e no oral, desde que o sêmen seja engolido e passar ao trato digestivo, num processo mais lento, como se aspirina fosse. Experimentem e mantenham o diálogo sobre o assunto e temas conexos, SVP, e adeus tarja preta!

    Responder

Deixe um comentário