Cinco irregularidades na menstruação que podem indicar problemas

-

Convivemos anos com a menstruação, sabemos como funciona nossos ciclos. Por isso, quando aparece alguma irregularidade já é motivo de preocupação. Isso porque variações no padrão do ciclo podem ser importantes indicativos de problemas de saúde, principalmente do aparelho reprodutivo.
Influenciado por hormônios, é normal que o ciclo menstrual sofra diversas alterações ao longo do tempo. No entanto, mudanças bruscas podem indicar que alguma coisa está errada. A orientação é: procure seu ginecologista sempre que desconfiar que algo não está de acordo com o habitual.

Confira: Cinco anormalidades na menstruação que podem indicar doenças.

1. Menstruação prolongada

Um fluxo menstrual normal não deve ultrapassar oito dias ao todo. Mais que isso, já pode ser considerado como hipermenorreia ou menorragia. As causas podem ser coagulação sanguínea anormal, desregulação hormonal do ciclo menstrual, ou desordens do revestimento endometrial do útero. Além das complicações sociais de ter que lidar com menstruação longa e intensa, com o tempo a perda de sangue pode ser maior que as reservas de ferro do organismo e taxa de reposição de sangue, ocasionando anemia.

2. Corrimento marrom

Se ao final da menstruação um corrimento marrom persistir por muitos dias (pelo menos uma semana) pode indicar a presença de infecções vaginais, como candidíase ou tricomoníase, que surgem especialmente quando o pH vaginal está alterado devido a frequentes duchas vaginais, por exemplo.

3. Cheiro forte

Os ginecologistas dizem que o odor característico da menstruação é o de sangue. Se estiver fora da característica comum e houver algum tipo de infecção, esse odor fica fétido, cheirando podre. É bom ficar de olho, pois o cheiro desagradável e intenso, ou diferente do normal na menstruação, pode ser indício de alguma infecção ou doença ginecológica.

4. Cólicas fortíssimas

Quando a dor menstrual é muito forte, é preciso ficar atenta à possibilidade de dismenorreia secundária. Ao contrário da primária, que é a cólica comum, a dismenorreia secundária é causada não somente pelo processo natural de eliminação do endométrio. Neste caso, há uma doença orgânica associada, que faz a cólica se agravar. Se as cólicas chegam a ser tão intensas e persistentes a ponto de atrapalhar o seu dia a dia e você sente um aumento progressivo no incômodo a cada mês, pode ser sinal de endometriose.

5. Alteração no ciclo menstrual

Normalmente, a menstruação da mulher ocorre a cada 24 a 35 dias, apenas 15% das mulheres tem o ciclo típico de 28 dias certinho. Se houver falta de menstruação, pode ser o primeiro sintoma de doenças como endometriose, hipotireoidismo, síndrome dos ovários policísticos, alterações na glândula suprarrenal, tumor na hipófise ou até mesmo estresse. Se houver excesso, as causas podem ser hipertireoidismo, feridas no colo do útero, câncer ou miomas. Até mesmo a obesidade é um fator que pode interferir no ciclo menstrual, por isso, em caso de alteração repentina no ciclo menstrual, é fundamental procurar um médico para investigar a causa.

Calcinha Justa
Calcinha Justahttps://calcinhajusta.com.br
Acompanhe e tire dúvidas através do Instagram @calcinhajusta. Dicas e Sugestões [email protected]

COMPARTILHE ESSE ARTIGO

Outros Artigos

Bolinha tailandesa: o que é e como usar

bolinha tailandesa Os brinquedos eróticos dão sensações individuais, não é só porque sente maravilhosas sensações que significa que a outra pessoa que usou o...

Dia do Sexo: Dicas para apimentar a comemoração

Dia do Sexo: Dicas para apimentar a comemoração Então chegou o grande dia, 6/9 está próximo, e é celebrado o Dia do Sexo. Claro que...

Dicas quentes para fazer sexo no frio

Nesse clima de inverno é tão bom ter alguém ao nosso lado pra esquentar, então investir em novas posições e brinquedos eróticos pode te...

Como Manter Um Relacionamento à Distância

Estar em um relacionamento de longa distância pode ser complicado para alguns casais. A distância retira o toque, o olhar e o carinho corpo...

Sono de qualidade: sexo antes de dormir pode ajudar

A nova pesquisa revelou que 64%, ou seja, mais da metade das pessoas entrevistadas, dormiram superior em seguida de terem sexo antes de dormir,...

CATEGORIAS POPULARES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui