Ainda existe um mistério em que ninguém acredita que uma pessoa pode chegar ao máximo do clímax durante muitas vezes num período muito curto do tempo, isso se chama multiorgasmo ou orgasmo múltiplo.

Segundo pesquisa, diz que, 57% das mulheres conseguem experimentar um orgasmo durante o sexo, e somente 7% consegue o orgasmo múltiplo. Agora você precisa saber que, o multiorgasmo não é a mesma coisa que o orgasmo sequencial. A Calcinha, mas isso tem diferença? Quando falamos de multiorgasmo, sim, porque a experiencia é de vários clímax seguidos na mesma sexagem seja ela se masturbando ou fazendo sexo.

Agora já o orgasmo sequencial, é baseado em ter orgasmos consecutivos em sessões diferentes, ou seja, após o orgasmo, depois de um tempo, o prazer recomeça.

Uma dica para os navegantes, uma mulher após o orgasmo leva ate 15 minutos para relaxar, tempo esse que você pode usar para reiniciar as atividades sexual e provocar alguns novos orgasmos nela.

O que é o multiorgasmo?

O multiorgasmo é chegar ao orgasmo várias vezes durante uma transa, a mesma transa, então para algumas pessoas é apenas um momento, mas para outras é como correr uma maratona repetidamente. O normal é que o orgasmo dure 10 segundos, e entre esse período a sensação de prazer tanto física quanto mental.

Ocorre contrações musculares na região pélvica e genital que gera esse efeito, além de impulsos que vão direto para o cérebro e libera uma explosão de sentimentos, agora multiplique essa sensação de prazer.

Você pode reconhecer o orgasmo pela sensação que sente quando obtém um, com o multiorgasmo é a mesma coisa, lembrando que dura alguns segundos que parecem um longo tempo. Logicamente quanto mais estímulos tiver, mais vai haver oportunidades para chegar e encontrar os pontos certos para chegar lá.

Sinais do orgasmo múltiplo

Duração maior que 10 segundos, isso porque o orgasmo normal duro entre 3 a 8 segundos.

A sensação é como uma montanha russa com picos ou alguns pontos mais altos de prazer.

Contrações involuntárias nos músculos da vagina. Um pequeno espasmo que ocorre na região por segundo, experimentando entre 3 e 12 durante um orgasmo. Durante um multiorgasmo, a frequência é um pouco mais rápida, razão pela qual a mulher experimenta mais de 15 desses movimentos involuntários.

Dicas para ter um multiorgasmo

Para atingir um multiorgasmo é necessário ter autoconhecimento, está disposta a receber diferente tipos de toques na hora da sexagem, e não pode levar nenhum tabu pra cama, tem que está aberta a novidade (claro e obviamente se quiser), comunicação com o parceiro ou parceira, não tenha vergonha de guiar ou informar se está bom, ruim, rápido demais. Importante o CLITORIS, deve ser o foco da estimulação, sem ele nada do que falamos a cima vai ter fundamento.