Como se proteger e ainda aproveitar essa tática para apimentar e muito a sua relação

 Você já deve ter ouvido muito falar em sextape de um jeito bem pejorativo. Quem quer ter um vídeo íntimo seu vazado na internet? Achamos que a resposta é unânime: ninguém. Mas, você sabia que pode ter essa experiência de um jeito seguro? Isso mesmo, com todo o cuidado, você pode viver esse momento picante com o seu par.

Às vezes, tudo o que vocês precisam é de umas brincadeiras novas para deixar a transa ainda mais excitante, e filmar o sexo de vocês pode ser uma opção. Deixando bem claro que, sempre, com consentimento de ambas as partes. O casal deve conversar e decidir juntos fazer isso, o vazamento de vídeos e fotos íntimas pode ser enquadrado no código penal brasileiro como injúria e difamação e deve ser evitado.

Curta este momento com segurança e da melhor forma, a seguir separamos algumas dicas para fazer a sua própria sextape com todos os cuidados necessários. Confira:

 Prefira gravar com o celular

 De preferência, com o dela. Faça isso com alguém que você confia, mas ainda assim é importante que ela esteja em posse desse vídeo. O melhor é não envolver terceiros nesse caso, gravando com câmeras ou afins. Isso pode estragar a naturalidade do momento para vocês.

Pense que pode ser algo divertido dentro da rotina, algo até espontâneo. Nada melhor do que ter o vídeo em segurança, no seu próprio celular, para decidir o que fazer com ele depois.

 Garanta uma boa iluminação

 Do que adianta um vídeo íntimo se você não vai conseguir apreciar suas imagens, certo? Antes de tudo, dê uma boa conferida na iluminação do cômodo escolhido por você para ser o cenário dessa transa e faça alguns testes para saber se vai dar certo, caso vocês não consigam gravar durante o dia.

Não se preocupe, não precisa de nada muito mirabolante, equipamentos e afins, só preste atenção para garantir uma boa nitidez, caso essa seja a proposta de vocês. Aproveite também para dar um up no cenário, quem sabe algo temático com algo que dê tesão para vocês?

 Planeje as posições

Transar em frente a uma câmera é um grande desafio. Nem sempre tudo o que se faz entre quatro paredes fica “bonito” na frente das câmeras. Se isso influencia ou não, só vai depender do seu propósito com este vídeo. Em todo caso, existem posições que ficam melhores nas câmeras.

As melhores opções para o seu vídeo mais amador são a cavalgada, a cavalgada reversa, de quatro e, por que não, de ladinho. Evite posições desconhecidas por vocês, senão esse vídeo pode acabar virando uma videocassetada.

Prefira as que vocês já vão muito bem juntos e sabem que as chances de algo dar errado são pequenas. No mais, use e abuse dessas posições e brilhe no vídeo com seu parceiro (a).

Use fantasias

Esse pode ser o momento perfeito para colocar em prática as suas fantasias sexuais com o (a) parceiro (a). Seja vestindo uma roupa (fantasia) que sempre quis, apimentando tudo com uma boa lingerie, encenando algo ao encarar personagens, pessoas diferentes de vocês ou até misturando alimentos como chantili.

Decidam isso juntos ou filmem apenas o ato, como preferirem. Usem a imaginação e aproveitem ao máximo!

Faça com consentimento e apague logo depois

 O ideal mesmo é que vocês façam o vídeo e logo apaguem. Isso evita o risco de algo acontecer e o seu vídeo vazar de alguma forma. Todos lembram do caso da atriz Carolina Dieckmann, que teve vídeos e fotos íntimas roubados do computador numa assistência técnica.

 Dá pena ter esse trabalho todo para “produzir” um vídeo e logo apagar? Sim. Mas pense sempre pelo lado bom, vocês não precisam fazer só uma vez, comece a gravar e faça quantas vezes quiser. Você logo vai ver como é natural (e muito mais seguro) fazer isso. Vai que vocês ficam craques na arte de filmagens íntimas?

E você, já gravou algum vídeo íntimo? Gostou das dicas que a gente, em parceria com a Acompanhantes Bauru, separamos para vocês? Conta para a gente se você tem mais algum conselho que não viu aqui!